4 passos para tornar a coleta de sangue do seu filho(a) mais tranquila

11 de agosto de 2021 por biolag
BUZZY - Laboratório Biolag

Diariamente, profissionais da saúde realizam coletas sanguíneas de crianças de diversas idades. Essas amostras são processadas e analisadas por especialistas, para auxiliarem no diagnóstico médico. 

O que ninguém conta, é que a parte mais delicada é a hora de coletar. Isso porque não basta ter os equipamentos necessários, mas também, contar com o conhecimento e a habilidade de comunicação e relacionamento do profissional, para ambientar e interagir com a criança e o responsável.

Abaixo estão os 4 passos trazidos pelos nossos profissionais, para tornar a coleta de sangue infantil, um momento menos desagradável:

Passo 1 – Mostre segurança para o seu filho (a)

Explicar para a criança o porquê tirar sangue é necessário e pode ser uma tarefa difícil, mas com uma orientação correta e o apoio dos pais, permitirá que a criança fique mais calma, antes mesmo de chegar no local da coleta.

O que ocorre, é que alguns pais por medo da reação da criança, não contam para onde estão indo e o que irá acontecer. A surpresa, claro, poderá não ser agradável para a criança e com isso, a coleta será muito mais complicada, tanto para a criança, quanto para os pais e o profissional da saúde.

Ambientar o seu filho(a) sobre o que ele fará no laboratório será uma forma de evitar o impacto negativo, através da honestidade e segurança vindos dos responsáveis.  Já para crianças com idade inferior a 3 anos, ou que de alguma forma não possuem plena habilidade para entender o contexto, a melhor forma de demonstrar segurança é mantê-las no colo durante a coleta para que se sintam acolhidas.

Passo 2 – Não se refira à agulha como uma punição

Você em sua infância já escutou ou já falou o seu filho a seguinte frase: “se você não comer isso, irá levar injeção!”. O que deveria ser um conselho para a criança ingerir alimentos saudáveis, torna a coleta de sangue e vacinação formas de punições. Isso, sem dúvidas, irá repercutir mal quando as agulhas forem realmente necessárias.

Não se referir às injeções como punições faz com que o Passo 1 seja mais tranquilo e com maior possibilidade de resultados positivos.

Passo 3 – Brinque de enfermeiro (a) com seu filho (a)

Brincando, a criança terá ainda mais facilidade para aprender sobre coisas básicas da vida, entre elas: cuidar da saúde.

Repare, se você está brincando que o boneco (a) irá tirar sangue e seu filho (a) faz menção a choro, grito ou medo, é sinal de que você precisa dar mais atenção a isso. 

Ao mostrar que está tudo bem, e que será apenas uma “picadinha” no braço, quando for na vida real, será mais fácil colocar isso em prática.

Brincar é uma das alternativas de ensinar.

Passo 4 – Conte com profissionais qualificados e um ambiente preparado para o atendimento infantil

Por fim, deixe seu filho (a) nas mãos de quem entende a complexidade dessa tarefa, pois coletar sangue de criança também exige a experiência profissional e o carisma do responsável pelo procedimento. 

O Laboratório Biolag conta com salas de coleta adaptadas para o público infantil, além de equipamentos que auxiliam na coleta, como o Buzzy, que alivia a dor causada pela agulha. Além disso, o Biolag oferece o Certificado de Valentia e o livro de colorir do Biolaguinho, para que essa experiência possa ser mais divertida e recreativa.


Por: Renata P. Klaine

Se quiser saber mais sobre a coleta infantil realizada pelo Laboratório Biolag, ligue (41) 3392-1102 ou entre em contato pelo WhatsApp clicando aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×

Olá!

Fale com o nosso atendimento via Whatsapp clicando abaixo e faça seu agendamento agora mesmo.

×